A maloclusão dentária ou “dentes desalinhados” — quando os dentes e suas bases ósseas estão posicionadas inadequadamente — é um problema tratado e prevenido por duas especialidades: Ortodontia e Ortopedia Funcional Dos Maxilares.

Neste post falaremos bastante a respeito da maloclusão, como suas principais consequências, a importância de realizar um tratamento adequado para o problema, além de explicar as causas, consequências da maloclusão e os tratamentos para o problema. Confira!

Principais consequências da maloclusão dentária

E já começamos citando as consequências da maloclusão para que você entenda a importância do tratamento e prevenção do problema. E o resultado da maloclusão é:

  • cáries (manchas e cavidades causadas por bactérias que ficam em contato prolongado com os dentes);
  • problemas periodontais (nos ossos e nas gengivas, ao redor do dente afetado);
  • problemas articulares na ATM (articulação temporomandibular);
  • dores de cabeça, pescoço, ombros e costas;
  • dificuldade de higienização dos dentes;
  • problemas estéticos (dentes tortos);
  • alterações de crescimento;
  • fratura nos dentes;
  • bruxismo.

>>> Leia também: 6 sinais de que você precisa usar aparelho ortodôntico

Importância do tratamento adequado para a maloclusão

Podemos falar da importância de tratar a maloclusão nos baseando em suas muitas consequências. Como vimos anteriormente, muitos problemas podem ser causados quando os dentes se desenvolvem tortuosos, incluindo vários tipos de dores e problemas de articulação.

Aliás, sempre que possível, já é importante tratar o desalinhamento dos dentes na infância para evitar todas as consequências desde cedo e casos de bulliyng na escola (se a maloclusão afetar demasiadamente a estética bucal da criança).

Os dentes alinhados permitem uma mastigação eficaz, além de distribuir as forças da mastigação uniformemente. Isso porque, a mastigação normal produz, acredite, mais de 65 quilos de força nos dentes detrás (molares) e cerca de 115 quilos ao ranger os dentes durante o sono. A má distribuição da força acarreta desgaste anormal dos dentes e fratura nos dentes.

O tratamento adequado — na Barini Ortodontia, nossa preocupação quanto a isso é levada muito a sério — melhorará a qualidade de vida para o paciente de forma permanente.

Causas da maloclusão dentária

Existem diversas causas graves que provocam o desalinhamento dos dentes, como:

  • diferença entre o tamanho entre mandíbula e dentes;
  • defeitos de nascença da mandíbula;
  • empurrar a língua contra os dentes;
  • hábito de chupar o dedo;
  • deglutição atípica;
  • perda de dentes.

Como você pôde ver, a palavra mandíbula foi citada duas vezes na lista acima. Isso se deve, porque a causa mais comum da maloclusão é quando a mandíbula é muito pequena para o tamanho dos dentes, embora uma pequena diferença no tamanho já pode fazer com que os dentes fiquem muito juntos, causando o desalinhamento.

Outra causa muito comum é o hábito de empurrar a língua contra os dentes da frente ou chupar o dedo ou pode causar a projeção dos dentes da frente.

Já a perda permanente de um dente forma uma lacuna fazendo com que os dentes próximos se desloquem. Se a perda ocorrer em bebês, os dentinhos são rapidamente substituídos por dentes permanentes. Já as crianças que perdem um dente de leite muito cedo devido, por exemplo, a um trauma (como uma queda), os dentes próximos podem se movimentar, causando a maloclusão.

Tratamentos da maloclusão dos dentes

Como dissemos no início, os tratamentos para dentes desalinhados podem ser preventivos (como quando ocorre a perda de um dente, por exemplo), corretivo e também interceptivo. Vamos conhecer cada um deles?

Preventivo

O tratamento preventivo para a maloclusão é feito em dois casos:

  1. Em crianças

Quando os dentes de leite (dentição decídua) já nascem tortos, caem ou precisam ser extraídos. Com isso, previne-se o desenvolvimento dá mordida errada e todas as consequências da maloclusão.

  1. Em adultos

A perda de um dente pode gerar a movimentação dos dentes que estavam ao seu lado, deixando os dentes desalinhados. O problema é corrigido com a colocação de uma ponte, um implante ou uma prótese parcial no espaço gerado entre os dentes.

Interceptativo

Este tipo de tratamento para a maloclusão dentária é feito durante a dentição mista (quando ocorre a troca dos dentes de leite para os permanentes). Para isso, são utilizados:

  • aparelhos para problemas que alteram o crescimento crânio facial;
  • aparelhos para correção de mordida cruzada;
  • aparelhos móveis (removíveis);
  • aparelhos fixos parciais;
  • aparelhos ortopédicos;
  • impedidores linguais;
  • expansores fixos;
  • entre outros.

Corretivo

Os tratamentos capazes de corrigir a maloclusão são feitos na dentição permanente, por meio de aparelhos fixos, os quais podem ser os tradicionais de metal ou estéticos (de porcelana ou safira) e ainda os alinhadores removíveis (Invisalign).

Para saber qual ou quais destas opções são ideais para o seu tipo de maloclusão, converse com seu dentista.

Breve descrição dos aparelhos corretivos do desalinhamento dentário:

Alinhadores Invisíveis (Invisalign)

Esta é uma maneira quase invisível de corrigir a maloclusão dos dentes. Isso porque, este aparelho é transparente, ou seja, muito discreto. Eles são feitos sob medida (totalmente personalizado para cada paciente) e adaptados nos dentes. Saiba mais sobre o tratamento com Invisalign.

Aparelho Fixo Autoligados Metálico ou Aparelho Estético

Em ambos os tipos de aparelho, os bráquetes são colados na face externa (na frente) dos dentes. O paciente poderá escolher entre bráquetes metálicos ou estéticos, que são feitos de safira ou de porcelana.

Aparelho Fixo Convencional Metálico ou Aparelho Estético

Da mesma forma que os anteriores, os aparelhos fixos convencionais possuem bráquetes (metálicos ou estéticos) e são colados na face externa dos dentes.

Aparelhos Removíveis ou Ortopédicos

Por fim, temos os aparelhos feitos de placas acrílicas e fios metálicos. Eles promovem a movimentação das bases ósseas, ajudando a corrigir a mordida, a musculatura da bochecha, a posição da língua (para impedir que ela empurre os dentes para fora).

Remoção e cirurgia

Em alguns casos, para que os dentes sejam alinhados, pode ser necessária a extração de algum dente. Já em caos de maloclusão por defeito da mandíbula de nascença ou de fraturas indevidamente curadas, o problema precisa ser corrigido com uma cirurgia.

Na Barini Ortodontia realizamos o tratamento da maloclusão dentária por meio de Ortodontia e Ortopedia Funcional Dos Maxilares visando prevenir ou tratar suas consequências de acordo com as necessidades dos pacientes. Assim, podemos escolher um método único ou combinado para solucionar o problema.

Para saber qual ou quais os métodos mais indicados para as consequências da maloclusão dentária no seu caso, agende uma avaliação, teremos prazer em atendê-lo!

 

Dra. Viviane

Dra. Viviane Manhãs
DTM
CRO-GO 4831

Colocar aparelho ortodôntico nos dentes é uma decisão que traz várias emoções. E isso é completamente natural, afinal, é algo novo e que traz várias dúvidas. Em alguns momentos — sobretudo quando se trata de crianças — a ansiedade para colocar o aparelho o mais rapidamente possível prevalece. Em outros, surge o receio do que pode acontecer, vai doer? O que eu não poderei comer?

Se você está passando por isso, saiba que essa sensação é normal e acontece com a maioria dos pacientes. Afinal, algo novo vai acontecer com você e será justamente em sua boca.

Para desmistificar essa fase da sua vida que, no final, deixará seu sorriso lindo, preparamos um post com as 7 coisas que você deve saber antes de colocar aparelho ortodôntico. Confira!

1. O tratamento com aparelho ortodôntico é doloroso?

Aqui dividimos a resposta em duas. Primeiro, a pessoa pode desejar saber se colocar aparelho dói. E a resposta é não — a não ser que a pessoa possua um nível extremo de sensibilidade nos dentes, mas para isso o dentista pode encontrar soluções.

Depois, o paciente quer saber se haverá dor durante o tratamento com o aparelho. E a resposta é depende. Isso porque, cada tipo de aparelho e tipo de problema a ser tratado pode provocar uma pressão diferente nos dentes — o que, de fato, causa a dor.

A verdade é que quando o aparelho é fixo, os fios que ligam os brackets são “apertados”, para que haja a movimentação dos dentes. Mas esse ajuste pode ser mais ou menos fraco a depender de vários fatores. Assim, terá dias que você sairá do consultório com mais dor e dias com menos dor.

Alguns dentistas recomendam que no dia das consultas seja feito bochechos com água gelada para aliviar a dor, se estiver extrema. Analgésicos também podem ser prescritos. Contudo, saiba que essa dor não dura mais do que dois dias, ou seja, você ficará o mês inteiro sem sentir mais dores.

2. O tratamento pode ser longo?

Sim. O tratamento ortodôntico pode durar até três anos, mas essa é a exceção. Em geral, o tratamento dura cerca de dois anos. Via de regra, os tratamentos com aparelho podem durar entre oito meses a até três anos.

3. Os dentes podem voltar a entortar?

Infelizmente sim. Isso acontece porque, os dentes têm uma programação biológica para retornar ao lugar onde se posicionaram desde que nasceram. Porém, como isso é previsível. Existem formas de evitar que isso ocorra. É o que o dentista chama de contenção.

Ela pode ser feita com placas (semelhantes àquelas plaquinhas de bruxismo) ou com “ferrinhos” que são colocados unindo alguns dentes pela parte anterior dos dentes. Mas não se preocupe, esse tipo de contenção não causa dor e o paciente se acostuma com ela de tal forma que esquece que ela existe.

4. Terei que deixar de comer alguns alimentos?

Se você adora guloseimas bala de caramelo, do tipo pé de moleque, torresmo, amendoim e castanhas, é essencial que você saiba que após colocar aparelho ortodôntico precisará repensar esse consumo. Isso porque o aparelho tem peças que podem quebrar com facilidade e os alimentos duros e pegajosos podem quebrá-las.

As balas pegajosas precisarão ser abandonadas durante todo o tratamento. Já os outros alimentos podem ser consumidos de outra forma — picados! Isso também vale para a maçã, em vez de morder, pique em pedaços menores e coma, já a cenoura crua, esqueça dela enquanto estiver com aparelho nos dentes.

5. Escovar os dentes com aparelho ortodôntico fixo é difícil?

Fazer a correta higiene bucal usando aparelho ortodôntico fixo, pode ser encarada por muitos como missão impossível. No entanto, ela pode ser mais fácil do que você imagina. Basta prestar atenção nas etapas e, com o tempo, a nova maneira de escovar os dentes será automática.

Primeiramente, a ‘escova ortodôntica’ macia deve ser movida no sentido horizontal, com um movimento de vai e vem e com uma leve inclinação em direção à gengiva. Já a ‘escova interdental’ faz uma limpeza mais completa, pois alcança todos os cantos do aparelho.

Por fim, o ‘fio dental encerado’, que deverá ser usado com um passa fio, que auxiliará na passagem do fio dental. Além disso, nas consultas com o ortodontista, ele verificará a necessidade de uma limpeza mais profunda (em consultório) e o auxiliará com a limpeza diária.

6. Quais são os tipos de tratamento ortodôntico?

Antes de alinhar os seus dentes, o ortodontista pode escolher várias opções de tratamento, que muda conforme o tipo de aparelho. São eles:

Aparelho fixo: Se divide entre o aparelho tradicional com brackets de aço; os aparelhos estéticos em que os brackets se camuflam com a cor dos dentes e o auto-ligável, onde os brackets não necessitam nem de borrachinhas nem de arcos, tornando-o ainda mais discreto.

Aparelho lingual: Neste caso, os brackets ficam colados na parte interna dos dentes do lado da língua.

Aparelho móvel: São usados para manter ou aumentar os espaços naturais que há entre os dentes de leite — por isso são usados em crianças entre seis e 12 anos. Há vários tipos de aparelho removível, podendo ser feito com uma placa de resina acrílica (transparente ou não), contém alguns fios de aço.

Aparelho extra bucal: Menos usado atualmente, na infância ele resolve problemas ortodônticos e de ortopedia facial. É usado antes da colocação do aparelho fixo.

Alinhadores/Aparelho invisível: As moldeiras como o aparelho Invisalign são muito discretas (transparentes). Feitas de acetato ou silicone, é um dos tratamentos menos invasivos e é mais confortável para o paciente.

7. Quais exames são necessários fazer antes de colocar aparelho ortodôntico?

Antes de colocar o aparelho ortodôntico indicado para o seu caso, o ortodontista solicita exames como fotografias da face (de vários ângulos) e raio-x. Além disso, antes de começar o tratamento, é preciso verificar se há cáries ou outros problemas bucais, pois esses problemas devem ser tratados antes do tratamento ortodôntico.

Agora que você já conheceu (e se tranquilizou) as 7 coisas que você deve saber antes de colocar aparelho ortodôntico leia também: 6 sinais de que você precisa colocar aparelho ortodôntico.

Vantagens de fazer o tratamento na Barini Ortodontia

Salientamos que o tratamento ortodôntico não é só uma questão de estética, e sim um tratamento de saúde. Por isso, embora alguns desconfortos possam estar presentes o resultado final compensa muito — a melhora da autoestima do paciente, sua saúde e qualidade de vida melhoram consideravelmente.

Entre em contato com a Barini Ortodontia e agende uma avaliação! Estamos sempre prontos para esclarecer outras dúvidas que você ainda possa ter, diagnosticar e tratar seus possíveis problemas de saúde bucal. Nossos tratamentos ortodônticos são específicos e personalizados para cada caso, clique no botão do lado direito e agende sua avaliação!

 

Dr. Pedro Barini

Dr. Pedro Barini
Ortodontia
CRO-GO 3286

Você certamente já se perguntou se precisa utilizar aparelho ortodôntico, não é mesmo?

Este post não tem como objetivo responder esta pergunta. Isso porque só um ortodontista, após uma avaliação da sua arcada dentária, pode dizer com precisão se você precisa ou não utilizar aparelho ortodôntico para corrigir o posicionamento de um ou mais dentes.

Porém, buscamos te apresentar alguns sinais importantes que devem ser considerados. Pois podem indicar a necessidade de um tratamento com aparelho ortodôntico:

Dentes Encavalados ou tortos

Um dos sinais mais claros, de que você pode precisar utilizar aparelho ortodôntico é quando possui dentes encavalados ou tortos. Isso geralmente acontece quando o tamanho dos dentes é maior que o tamanho dos maxilares, causando uma sobreposição de um dente sobre o outro.

Este problema além de afetar a autoestima do paciente, acarreta também dificuldades na mastigação e higienização. O que propicia, inclusive, o aparecimento de cáries e outros problemas relacionados a má higiene bucal.

Nesses casos, o aparelho ortodôntico pode ser indicado para melhorar o alinhamento dos dentes, deixando o sorriso mais bonito e melhorando a qualidade da mastigação e higienização dos dentes.

Diastema

Muitas pessoas lidam com este problema no dia a dia, mas poucos sabem que é possível tratar a Diastema, através da utilização de aparelho ortodôntico.

A Diastema é o espaço extra que se forma entre um ou mais dentes, costuma aparecer nos dentes frontais, porém pode ocorrer nos demais dentes.

Ocorre quando a quantidade de dentes é menor que a arcada dentária, ou quando os dentes são estreitos demais, deixando espaço entre eles. Apesar de não ser um problema efetivamente de saúde bucal, ocasiona com frequência, um incômodo estético.

Desproporções no tamanho da maxila e mandíbula

As desproporções no tamanho da maxila e mandíbula, podem ser aparentes de maneira que afetem inclusive o formato da face, causando um desiquilíbrio estético. Contudo, podem ser discretas e até imperceptíveis, necessitando de uma avaliação mais precisa para serem identificadas e tratadas.

É importante ficar atento, pois até pequenas distorções podem causar inúmeras disfunções no organismo. Interferindo na qualidade de vida e saúde dos pacientes. Com isso, pode ser necessário a utilização de aparelho ortodôntico para corrigir as desproporções entre a maxila e a mandíbula.

Dor na mandíbula, bruxismo e desgaste irregular dos dentes

As dores na mandíbula, assim como o bruxismo e os desgastes dentários podem estar associados ao problema citado acima “Desproporções no tamanho da maxila e mandíbula”. Ou mesmo ao desalinhamento dos dentes superiores e/ou inferiores, conhecido como “má oclusão”.

O bruxismo pode ter outras causas envolvidas, como situações de ansiedade, estresse, frustração, tensão e outros. No entanto, pode estar relacionado a um problema de saúde bucal e ser amenizado e até eliminado, através de um tratamento ortodôntico.

O bruxismo, assim como uma mastigação irregular, causada por um desalinhamento da arcada dentária, podem ser responsáveis pelo desgaste desigual de alguns dentes, e eventuais dores na mandíbula.

Dores de Cabeça, pescoço e ouvido

Este é um sinal importante de que você pode precisar utilizar aparelho ortodôntico, porém é um dos mais sutis. Isso porque existem inúmeras possíveis causas destes tipos de sintomas, dificultando com isso um diagnóstico mais rápido e prolongando assim o sofrimento do paciente.

Desse modo, a dor é na cabeça, mas a real causa pode estar na boca. Se você sofre com estes sintomas, fique atento, pois pode não ser uma simples enxaqueca ou problemas musculares, você pode estar lidando com uma disfunção da ATM.

ATM e DTM

A articulação temporomandibular (ATM) é responsável pela ligação entre o maxilar inferior (mandíbula) e o osso temporal do crânio, localizada à frente das orelhas em cada lado da cabeça. O termo Disfunção temporomandibular (DTM), refere-se as anormalidades que atingem a ATM e/ou músculos da mastigação.

A DTM causa inúmeros desconfortos, como fortes dores de cabeça, dores de ouvido, face, pescoço e região cervical, além ainda de limitações ao abrir ou movimentar a boca, ruídos nas ATM, flacidez dos músculos da mandíbula, mudanças de humor, distúrbios do sono, entre outras disfunções no organismo.

Dificuldades na fala, mastigação e roncos

Você já parou para pensar que as dificuldades em pronunciar certas palavras, podem estar ligadas a problemas de má formação dos ossos da face? Sim. Casos graves de má formação da mandíbula ou maxila, podem afetar a fala. Além ainda de interferir na sua mastigação e ato de engolir.

Estes problemas podem ser corrigidos através do uso de aparelho ortodôntico, que ao corrigir o alinhamento dos dentes ou da arcada dentária, conseguem melhorar a mastigação. Além disso, pode liberar a língua para uma projeção melhor da fala. Além disso, melhora a respiração, reduzindo com isso, os roncos e melhorando a qualidade de vida do paciente.

Se identificou com algum destes sinais. O que fazer?

Se você está sofrendo com algum destes sintomas, a primeira coisa a fazer é consultar um ortodontista. Pois somente um especialista poderá diagnosticar a real causa do seu problema e descobrir se ele está ou não associado a um problema de saúde bucal.

Após a constatação do seu problema, o ortodontista poderá analisar qual o tratamento ortodôntico mais adequado para corrigi-lo. Os tratamentos podem ser preventivos, interceptativos ou corretivos, de acordo com a necessidade de cada caso.

Aparelho Ortodôntico

Existem diversos tipos de aparelhos ortodônticos, sendo que os aparelhos fixos convencionais metálicos ou Estéticos, são os mais conhecidos. Porém, com os avanços tecnológicos surgiram diversas opções que possibilitam um maior conforto estético para o paciente durante o tratamento, como é o caso dos alinhadores invisíveis (Invisalign).

Como vimos neste post, o tratamento ortodôntico não é só uma questão de estética, mas trata-se de saúde. Dentes e arcada dentária alinhados, melhoram não apenas a autoestima do paciente, mas sua saúde e sua qualidade de vida.

Não deixe estes sinais tirarem o brilho do seu sorriso. Entre em contato com a Barini Ortodontia e agende uma avaliação! Estamos prontos para esclarecer as suas dúvidas, diagnosticar e tratar os problemas de saúde bucal que você enfrenta. Oferecemos tratamentos ortodônticos específicos e personalizados para cada caso, clique no botão do lado direito e agende sua avaliação! Se preferir entre em contato conosco pelo WhatsApp: 62 98406-0120

Siga a @bariniortodontia no instagram e fique por dentro das novidades.

 

Dr. Pedro Barini

Dr. Pedro Barini
Ortodontia
CRO-GO 3286