A maloclusão dentária ou “dentes desalinhados” — quando os dentes e suas bases ósseas estão posicionadas inadequadamente — é um problema tratado e prevenido por duas especialidades: Ortodontia e Ortopedia Funcional Dos Maxilares.

Neste post falaremos bastante a respeito da maloclusão, como suas principais consequências, a importância de realizar um tratamento adequado para o problema, além de explicar as causas, consequências da maloclusão e os tratamentos para o problema. Confira!

Principais consequências da maloclusão dentária

E já começamos citando as consequências da maloclusão para que você entenda a importância do tratamento e prevenção do problema. E o resultado da maloclusão é:

  • cáries (manchas e cavidades causadas por bactérias que ficam em contato prolongado com os dentes);
  • problemas periodontais (nos ossos e nas gengivas, ao redor do dente afetado);
  • problemas articulares na ATM (articulação temporomandibular);
  • dores de cabeça, pescoço, ombros e costas;
  • dificuldade de higienização dos dentes;
  • problemas estéticos (dentes tortos);
  • alterações de crescimento;
  • fratura nos dentes;
  • bruxismo.

>>> Leia também: 6 sinais de que você precisa usar aparelho ortodôntico

Importância do tratamento adequado para a maloclusão

Podemos falar da importância de tratar a maloclusão nos baseando em suas muitas consequências. Como vimos anteriormente, muitos problemas podem ser causados quando os dentes se desenvolvem tortuosos, incluindo vários tipos de dores e problemas de articulação.

Aliás, sempre que possível, já é importante tratar o desalinhamento dos dentes na infância para evitar todas as consequências desde cedo e casos de bulliyng na escola (se a maloclusão afetar demasiadamente a estética bucal da criança).

Os dentes alinhados permitem uma mastigação eficaz, além de distribuir as forças da mastigação uniformemente. Isso porque, a mastigação normal produz, acredite, mais de 65 quilos de força nos dentes detrás (molares) e cerca de 115 quilos ao ranger os dentes durante o sono. A má distribuição da força acarreta desgaste anormal dos dentes e fratura nos dentes.

O tratamento adequado — na Barini Ortodontia, nossa preocupação quanto a isso é levada muito a sério — melhorará a qualidade de vida para o paciente de forma permanente.

Causas da maloclusão dentária

Existem diversas causas graves que provocam o desalinhamento dos dentes, como:

  • diferença entre o tamanho entre mandíbula e dentes;
  • defeitos de nascença da mandíbula;
  • empurrar a língua contra os dentes;
  • hábito de chupar o dedo;
  • deglutição atípica;
  • perda de dentes.

Como você pôde ver, a palavra mandíbula foi citada duas vezes na lista acima. Isso se deve, porque a causa mais comum da maloclusão é quando a mandíbula é muito pequena para o tamanho dos dentes, embora uma pequena diferença no tamanho já pode fazer com que os dentes fiquem muito juntos, causando o desalinhamento.

Outra causa muito comum é o hábito de empurrar a língua contra os dentes da frente ou chupar o dedo ou pode causar a projeção dos dentes da frente.

Já a perda permanente de um dente forma uma lacuna fazendo com que os dentes próximos se desloquem. Se a perda ocorrer em bebês, os dentinhos são rapidamente substituídos por dentes permanentes. Já as crianças que perdem um dente de leite muito cedo devido, por exemplo, a um trauma (como uma queda), os dentes próximos podem se movimentar, causando a maloclusão.

Tratamentos da maloclusão dos dentes

Como dissemos no início, os tratamentos para dentes desalinhados podem ser preventivos (como quando ocorre a perda de um dente, por exemplo), corretivo e também interceptivo. Vamos conhecer cada um deles?

Preventivo

O tratamento preventivo para a maloclusão é feito em dois casos:

  1. Em crianças

Quando os dentes de leite (dentição decídua) já nascem tortos, caem ou precisam ser extraídos. Com isso, previne-se o desenvolvimento dá mordida errada e todas as consequências da maloclusão.

  1. Em adultos

A perda de um dente pode gerar a movimentação dos dentes que estavam ao seu lado, deixando os dentes desalinhados. O problema é corrigido com a colocação de uma ponte, um implante ou uma prótese parcial no espaço gerado entre os dentes.

Interceptativo

Este tipo de tratamento para a maloclusão dentária é feito durante a dentição mista (quando ocorre a troca dos dentes de leite para os permanentes). Para isso, são utilizados:

  • aparelhos para problemas que alteram o crescimento crânio facial;
  • aparelhos para correção de mordida cruzada;
  • aparelhos móveis (removíveis);
  • aparelhos fixos parciais;
  • aparelhos ortopédicos;
  • impedidores linguais;
  • expansores fixos;
  • entre outros.

Corretivo

Os tratamentos capazes de corrigir a maloclusão são feitos na dentição permanente, por meio de aparelhos fixos, os quais podem ser os tradicionais de metal ou estéticos (de porcelana ou safira) e ainda os alinhadores removíveis (Invisalign).

Para saber qual ou quais destas opções são ideais para o seu tipo de maloclusão, converse com seu dentista.

Breve descrição dos aparelhos corretivos do desalinhamento dentário:

Alinhadores Invisíveis (Invisalign)

Esta é uma maneira quase invisível de corrigir a maloclusão dos dentes. Isso porque, este aparelho é transparente, ou seja, muito discreto. Eles são feitos sob medida (totalmente personalizado para cada paciente) e adaptados nos dentes. Saiba mais sobre o tratamento com Invisalign.

Aparelho Fixo Autoligados Metálico ou Aparelho Estético

Em ambos os tipos de aparelho, os bráquetes são colados na face externa (na frente) dos dentes. O paciente poderá escolher entre bráquetes metálicos ou estéticos, que são feitos de safira ou de porcelana.

Aparelho Fixo Convencional Metálico ou Aparelho Estético

Da mesma forma que os anteriores, os aparelhos fixos convencionais possuem bráquetes (metálicos ou estéticos) e são colados na face externa dos dentes.

Aparelhos Removíveis ou Ortopédicos

Por fim, temos os aparelhos feitos de placas acrílicas e fios metálicos. Eles promovem a movimentação das bases ósseas, ajudando a corrigir a mordida, a musculatura da bochecha, a posição da língua (para impedir que ela empurre os dentes para fora).

Remoção e cirurgia

Em alguns casos, para que os dentes sejam alinhados, pode ser necessária a extração de algum dente. Já em caos de maloclusão por defeito da mandíbula de nascença ou de fraturas indevidamente curadas, o problema precisa ser corrigido com uma cirurgia.

Na Barini Ortodontia realizamos o tratamento da maloclusão dentária por meio de Ortodontia e Ortopedia Funcional Dos Maxilares visando prevenir ou tratar suas consequências de acordo com as necessidades dos pacientes. Assim, podemos escolher um método único ou combinado para solucionar o problema.

Para saber qual ou quais os métodos mais indicados para as consequências da maloclusão dentária no seu caso, agende uma avaliação, teremos prazer em atendê-lo!

 

Dra. Viviane

Dra. Viviane Manhãs
DTM
CRO-GO 4831

 

bruxismo infantil é um problema que afeta muita gente e isso não exclui as crianças. O hábito de ranger os dentes involuntariamente é também bem comum entre os pequenos. Por isso é importante agir para evitar que o problema prejudique o correto desenvolvimento dos mais novos.

Sobre o bruxismo infantil, especialistas afirmam que ranger os dentes é comum até os seis anos de idade, já que a boca está aos poucos crescendo e acomodando os novos dentes. No entanto, o hábito deve ser observado e analisado por um especialista. Pois além da consequência para a boca e os dentes, o bruxismo também pode ser um reflexo de problemas emocionais.

Causas do bruxismo

bruxismo infantil pode ser causado por ansiedade e stress decorrentes de diferentes situações às quais a criança é exposta.  Costuma acontecer quando a criança tem rotina muito agitada ou uma mudança de rotina, como a chegada de um irmão, a separação dos pais ou uma mudança de escola, por exemplo.

Além dos motivos emocionais, o bruxismo infantil também pode estar relacionado a diferentes problemas físicos, seja a má oclusão, ou mordida desalinhada, que pode ser provocada pelo uso excessivo de chupeta ou mamadeira, por exemplo, problemas de respiração como asma ou rinite, deficiências nutricionais ou até fatores hereditários.

 

Como tratar?

bruxismo infantil pode ser tratado da mesma forma que o bruxismo em adultos. Através do uso da placa de bruxismo, sendo uma alternativa para minimizar o atrito entre os dentes superiores e inferiores. No entanto, a placa também pode interferir no desenvolvimento correto dos dentes da criança.

Se o problema estiver relacionado ao alinhamento dos dentes ou à estrutura da bucal, pode ser necessário algum tipo de tratamento ortodôntico, como  colocação de aparelho.

Existem também algumas maneiras de tentar prevenir ou ao menos minimizar o bruxismo em crianças. Incentivar a mastigação desde pequenos é uma delas. Do lado emocional, tentar estabelecer uma rotina de atividades que não seja pesada para a criança pode ajudar. Estabelecer um ambiente tranquilo na hora de dormir também pode ser efetivo para diminuir a tensão da criança e evitar o bruxismo.

De qualquer forma, a melhor maneira de saber o tratamento ideal para cada caso é consultar um especialista.

Siga a @bariniortodontia no instagram e fique por dentro das novidades.

 

Dra Aline
Dra. Aline Peres
Odontopediatria
CRO-GO 10017